A Montanha Russa da Internet

Nem bem o anúncio da compra do WhatsApp pelo Facebook, por US$ 19 bilhões se espalhou mundo afora, e já temos desdobramentos. Logo de cara, mais de 10 milhões de usuários do WhatsApp buscaram outros serviços de mensagens instantâneas, colocando holofotes em várias alternativas que, até então, eram exatamente isso: alternativas, sem graça e sem densidade.

Aí, o WhatsApp sofreu um apagão gigante durante o final de semana, deixando dezenas de milhões de usuários na mão, ou quem sabe, com o dedo frustrado por não conseguir enviar e receber suas mensagens.

t_logo

Aí surgiu um novo fenômeno, o Telegram, que se destacou dentre os demais, e passou a ganhar adeptos a velocidade estonteante, inclusive para este que vos escreve. Só neste domingo, 23, mais de 4,5 milhões de novas contas foram abertas em 48 países. E aí… bem, aí que esse incremento não estava previsto e o serviço caiu por mais de 3 horas.

Telegram, essa recém-famosa plataforma de mensagens instantâneas foi criado por Nikolai e Pavel Durov, dois irmãos que também por trás da VK, a maior rede social da Rússia, onde supera o campeão Facebook. Até o nome é sacada e simplicidade geniais!

Em seu site, a empresa diz que se diferencia do WhatsApp e outras plataformas de mensagens pela segurança, velocidade e gratuidade, sem anúncios.

A proposta de chats privados e seguros é atraente, mas dá calafrios quanto à segurança, ainda mais que o Edward Snowden está asilado na Rússia… Mas, pelo menos, muda quem pode estar nos grampeando, paciência…

Dois pontos adicionais merecem destaque, sob a ótica desse blogueiro de tecnologia: primeiro, a estrondosa velocidade de migração de uma plataforma para outra; segundo, o registro de mais dois russos por trás de empreendimentos de sucesso na internet. Lá atrás, na pré-história de 1998, o russo Sergey Brin juntou-se ao americano Larry Page para criar o Google.

Entre o Google e o Telegram, centenas de russos viraram mi ou bilionários com soluções de tecnologia. Eles são melhores do que nós ou privilegiam o conhecimento e a ênfase nas exatas, matemática à frente?

Ah! O Telegram está disponível para iOS e Android.

Anúncios

2 Respostas

  1. Atualização, com comentários de quem já usa o Telegram:

    1- Ao pedir para acessar a lista de contatos, ele importa tudo, mas só vai reconhecer os números de telefone que comecem com o código do Brasil (+55). Dois problemas aqui: para quem usa apenas o código de área, tem que mudar no braço; para trocar “telegramas” com pessoas no exterior, ainda não dá…
    2- A busca de nomes na lista de contatos é sequencial, se ela é grande, leva tempo fazendo “scroll” na tela
    2- A função de troca de mensagens privadas (Secret Chat) funciona bem, e trafega em ambiente seguro. É um diferencial.
    3- O Viber permite agora ligações gratuitas entre telefones celulares dentro do Brasil, em reação ao WhatsApp, que deve oferecer facilidade semelhante em breve. http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2014/02/viber-reage-ao-whatsapp-e-libera-no-brasil-ligacoes-gratuitas-para-celular.html . Ponto para nós, consumidores!
    4- O Telegram mostra a força dos conectados. Essa onda de milhões de novas contas em poucos dias mostra que o processo de consolidação entre empresas e serviços pode até ser inevitável, mas precisa estar ligado com o que pensam os usuários!

  2. […] Nada mau para um App que não tinha mais do que 100 mil usuários ativos por dia em outubro de 2013, e que foi alavancado no final de semana do anúncio do casamento WhatsApp/Facebook, quando  obteve estrondoso…. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: