Woz

wozSteve Wozniak, o co-fundador da Apple com Steve Jobs é uma personalidade, no mínimo, polêmica. O verdadeiro gênio tecnológico na criação do Apple II e do Macintosh, Woz, como é conhecido, rompeu lá atrás com Jobs e foi cuidar de sua vida, com muita grana no bolso.

Mas continua dando seus pitacos sobre a Apple, como recentemente, quando disse que não compraria o novo iPad Air.

Agora, numa entrevista à BBC ele propõe que 3 das grandes do mundo da tecnologia –Apple, Google e Samsung– busquem cooperação, através de licenciamento cruzado de patentes e pesquisas em comum. Segundo Woz, poderíamos ter melhores produtos, mais baratos, com mais funcionalidades.

Só que, para quem está no mundo Apple, ali está o que há de melhor; e para quem tem um smartphone Samsung, especialmente o Galaxy 4S, a resposta invariável é: o que o iOS7 e o iPhone 5s oferece meu Galaxy tem, e tem muito mais.

E o Google, com seu domínio no mundo das buscas, dos mapas e do Android tem a liderança em quase todos os segmentos que possam ser relevantes, com a notável exceção das redes sociais, onde o Facebook reina soberano.

Mas Woz, de um modo ou de outro, expressa com simpatia e candura um desejo oculto de muitos usuários Apple, Google e Samsung: ter tudo o que já possui mais as boas funcionalidades dos demais. Pouca gente vai admitir isso, como Woz o fez, ao declarar que “eu vejo coisas boas nos smartphones da Samsung que eu gostaria de ter no meu iPhone.”

Mas essa inusitada aliança traria mais benefícios do que problemas? Se os três viessem a cooperar de modo mais forte, talvez houvesse uma perigosa consolidação do mercado, com muitos produtos e serviços parecidos, inibindo a criatividade e a inovação, por falta de um motivador maior: a concorrência.

De outro lado, a Samsung é fornecedora da Apple para inúmeros componentes importantes, como a tela sensível ao toque. E o Google, embora expulso do iOS com seu aplicativo Maps, ainda é o mecanismo de busca principal do iPhone e do iPad. Ou seja, essa colaboração implícita já existe.

E você, o que acha? Uma convergência maior entre Apple, Google e Samsung seria benéfica para nós, usuários? Eu, Guy Manuel, sigo preferindo a concorrência.

Anúncios

2 Respostas

  1. Caro Guy,
    Concordo plenamente com seu ponto de vista.
    Se não houver “um motivador maior: a concorrência”, esses grandes players do mundo da tecnologia citados provavelmente não evoluiriam seus produtos e serviços.
    Talvez a Apple pudesse ser uma exceção a isso, mas desde que Steve Jobs ainda estivesse entre nós, já que provavelmente foi o único que concorria consigo mesmo, além de ter no íntimo o principal motivador no caso dele: estar sempre no cruzamento de duas “ruas” com seus produtos e serviços: Rua da Tecnologia esquina com a Rua da Arte, ou então, que ele tenha conseguido deixar um legado tão forte quanto a sua própria existência na Apple ou em algum(ns) discípulo(s).

    Abraço!
    Paulo Henrique
    paulohenrique02@hotmail.com

  2. Denis Belotserkovets Heinrich | Responder

    Prezado Guy,

    Acho que deveria existir cooperação além da competição entre estes grandes, tais como : Baterias com maior capacidade, novos materiais recicláveis, tecnologias comuns para pagamento (NFC e outros), entre outras soluções tecnológicas essenciais à qualquer celular, que possa ser oferecido em massa, mais baratos, para beneficiar milhões de pessoas.

    Enfim, cooperar na “infraestrutura de base” e competir nos produtos e serviços prestados!

    Um grande abraço,

    Denis Belotserkovets Heinrich
    denisbh@hotmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: