Liberdade X Controle: de novo em pauta

ControlfreedomO atentado de Boston trouxe à baila o recorrente dilema da liberdade X controle na internet. Esse caso é bastante emblemático, e merece um aprofundamento. Vamos lá:

Para quem quer controlar: as receitas sobre como fazer as bombas com panelas de pressão estariam disponíveis na internet. Qualquer um, em tese, poderia fazer essa e outras barbáries mundo afora.

Para quem quer liberdade: Graças aos dispositivos móveis e câmeras de segurança foi possível identificar e buscar os dois chechenos em um prazo relativamente curto.

Aí os que defendem os marcos regulatórios mostram que a liberdade total é impensável, que é importante saber o que os outros fazem, ao menos no que toca aos crimes previstos em lei. Do outro lado, a liberdade de expressão e da busca da informação é prezada por uma parcela significativa dos pensadores, que mostram que a internet, livre como ela é hoje na maioria dos países (mas não para a maioria da população terrestre, diga-se) faz com que a democracia se aprimore e que os malfeitos sejam cada vez mais expostos e, portanto, menos tentadores.

Aí os controladores dizem que muita exposição leva a dar idéias a quem nem pensaria em pecar, e junto com “o quê” a internet propicia facilmente o conhecimento do “como“. Há inclusive os que advogam que o excesso de exposição no caso de Boston teria dado sinal verde para os subsequentes atos ou intenções de atos em Seattle (tiroteios com mortes) e em Toronto (terroristas capturados antes de explodirem um trem com destino a Nova York.

Gostei do artigo postado por Paige Brown ontem em seu blog Scilogs.

Ela diz, com muita propriedade, que “eu acredito que um dos maiores valores e benefícios da internet e das plataformas de mídias sociai é o papel que elas podem e estão desempenhando no aumento da liberdade de expressão e da palavra.”

Ao mesmo tempo, pondera que “no entanto, com a crescente facilidade de comunicação proporcionada pela internet surgiram crescentes esforços dos governos para policiar os conteúdos online“. E cita matéria de Ryan Gallagher de 2012 no Slate,  que vaticina: “uma nova era de cooperação internacional aumentada sobre o policiamento da internet está no horizonte.

Supondo que a visão de Gallagher seja correta, independente de juízo de valor, um cenário limite que podemos desenhar é o de muito mais controle sobre a individualidade do que na era pré-internet. Até porque o termo “visão” talvez seja indevido. Ele cita um novo programa de monitoramento intenso, feito pelo Homeland Security Department, dos Estados Unidos, e exposto ao público pelo venerando Wall Street Journal.

Ou seja, pela segurança da população, aumente-se o controle. Mas, pelos ditos da maioria das constituições de países democráticos, a liberdade de expressão individual é soberana.

Já a bomba virtual da semana é a invasão de perfis do Twitter. Hackers invadiram o de Joseph Blatter, da FIFA, com tuítes indicando que o cartola havia renunciado por corrupção, para gáudio de milhões de fãs do futebol; no dia seguinte, foi a vez da Associated Press – @AP -, que “noticiou” um ataque terrorista à casa Branca com o presidente Obama ferido, o que despencou as bolsas americanas até o desmentido, minutos depois. Nesse intervalo, muita gente perdeu grana; muita gente ganhou…

Lembrei-me do termo “Democracia Relativa” proposto pelo General Ernesto Geisel, mostrando o caminho da abertura do regime militar; A diferença é que hoje, em pleno século 21 e com a internet permeando parcela significativa da população global, o termo pode estar sendo repensado, não no sentido de abertura, mas de fechadura.

Talvez seja assim mesmo, inevitável, não sei…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: