Vida Conectada: do U.S. Masters à Maratona de Boston

Com apenas dois dias de diferença, dois eventos esportivos de repercussão global tiveram alterações de rumo através da interação com espectadores conectados: O tradicional torneio de golfe U.S.Masters, em Augusta, Georgia (sábado, 13, no terceiro dia do torneio), e a Maratona de Boston (segunda, 15).

No Masters, com audiência de mais de 200 milhões de telespectadores, Tiger Woods, dá uma tacada e a bola não sai como ele espera e cai num lago. Manda a regra do golfe que, nesses casos, o jogador tem de “dropa” (soltar) uma bola nova antes do lago, em posição não mais favorável e seguir o jogo, com uma tacada de penalidade, por conta da perda da bola. Tudo bem, ou quase, para Tiger… Um telespectador viu que ele teria dropado a bola em um local mais favorável e mandou um torpedo a um amigo seu que, por ironia, era fiscal de campo do torneio. O fiscal viu a mensagem, avisou o comitê de juízes que decidiram punir Tiger Woods com duas tacadas a mais na contagem do buraco. Isso custou ao jogador duas posições no resultado final e algumas centenas de milhares de dólares a menos em seu bolso.

Na tragédia da Maratona, de novo a presença de terceiros promete acelerar o desfecho das investigações. Enquanto escrevo, a CNN publica matéria em seu site dizendo que dois vídeos, um de uma câmera de vídeo de uma loja de departamentos e outro de uma emissora de TV local serviram de evidências para deter um suspeito pelo atentado que matou três pessoas e feriu perto de 200.

Essa investigação em Boston ainda pode ter múltiplos desdobramentos, mas os cerca de 2.000 arquivos de fotos e vídeos tirados por centenas de pessoas que assistiam à maratona servem como importantes subsídios para a investigação policial.

Duas situações diferentes, e que em outros tempos poderiam ter desfechos completamente distintos.

Tema do Globo Reporter desta sexta, 19.

Anúncios

Uma resposta

  1. Declarações de um agente do FBI sobre o envolvimento da comunidade na investigação do atentado: “”Someone knows who did this,” said Rick DesLauriers, the special agent in charge of the FBI’s Boston office said. “The community will play a crucial role in this investigation.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: