Internet 2009: Imagem é o nome do jogo

A postagem de 25 de janeiro abordou os números impressionantes de internautas, e-mails e coisas que atormentam o cidadão digital, como spam, virus e afins.


Na esteira do lançamento –muito criticado pela maioria dos analistas– do iPad da Apple, cabe colocar o tema das imagens na internet, seus volumes e tendências, e mostrar que o iPad talvez acabe fazendo sucesso.

Vamos aos números de 2009:

Imagens

  • 4 bilhões – Fotos no Flickr (Outubro)
  • 2.5 bilhões – Fotos novas carregadas por mês no Facebook, ou 30 bilhões/ano

Vídeos

  • 1 bilhão – Média diária de vídeos exibidos por dia no YouTube
  • 182 – Número de videos online que o internauta americano acessa por mês
  • 82% – Percentagem de internautas americanos que assistem a videos online na Internet

Livros

  • 52% –  Percentagem de eBooks vendidos pela Amazon em dezembro (48% de papel)

Esses números ilustram a importância predominantes das imagens na internet. Qualquer evento local ou global de alguma repercussão aparecem antes no YouTube e depois nos telejornais. Na melhor das hipóteses, ao mesmo tempo.

Só o YouTube consome algo como 20% da banda total da internet.

Assim, dispositivos orientados à manipulação de imagens, que sejam de fácil manuseio e custo razoável, podem cair no gosto do cidadão digital. Ainda mais com o apelo da Apple.  E com a sua estratégia de marketing, por suposto.

Não por acaso, o iPad foi lançado em evento especial, e o “falando nisso” que fica para o final das apresentações do Steve Jobs ficou por conta da funcionalidade de leitor de eBooks, com a facilidade de ser a cores.

No final da semana passada, algumas editoras cancelaram seus contratos com a Amazon e assinaram com a Apple, até por conta de uma política de preços na nova iBookstore e margens mais interessantes.

Assim, enquanto os analistas reclamam do “iPhonão” que não tem isso, não faz aquilo, a Apple aproveita o sucesso das imagens na internet e apresenta o tablet mais completo do mercado, pronto para fotos, vídeos e livros, como nenhum outro.  E a preços extremamente competitivos.

Eu acho que o iPad vai emplacar e criar uma forte tendência para produtos semelhantes.  Vamos ver se a concorrência acorda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: