Reinventando Profissões na era da Gripe A

Leio que o consumo de combustível caiu 30% em relação a iguais períodos anteriores, por conta da Gripe A. Ou seja, o ar que respiramos, o (des)aquecimento global e até o tempo que não desperdiçamos agradecem.

Não seria o caso de tentarmos reinventar algumas profissões que podem dispensar deslocamentos, ou, em outras palavras, aproveitar a deixa da gripe A e dar uma de buscar benefícios?

Dois motivos impedem que avancemos nesse tópico, nenhum deles imexível, como diria o Magri. O primeiro tem a ver com a própria acomodação do ser humano a situações de conforto. “Sempre foi assim” e pronto! O outro é nossa arrastada e tabugenta* CLT, que dificulta o trabalho em casa.

Há pouco, postei no meu Twitter a seguinte reflexão: Cúmulo do desperdício: sair de casa aqui, outro sai de casa em SP, cada um vai ao escritório para conversar pelo Skype: Aquecimento global

Quantos de nós fazemos tarefas que implicam em deslocamentos desnecessários, que consomem boa parte de nosso tempo, de nossa paciência e, por que não, de nosso suado dinheirinho?

Vou chutar, sem medo de estar errando por muito, que 80% ou mais de todas as tarefas internas de um escritório não precisam de presença fisica, em tempo de internet, de “cloud computing”… Hein? Hein? Basta usar com intensidade e sem preconceitos essas tecnologias digitais que tanto aplaudimos, mas no formato e com as premissas do século atual.

Acho que vou mandar esse link para os congressitas do Paraná. Numa dessas, algum deles propõe a boa discussão, e, de for viável, emplacamos um bom benefício da tal da Gripe A. Antes que venha a Gripe B, a Gripe C… (ou as eleições de 2010)

======
*tabugenta: neologismo criado aqui de meu home-office. Fusão de tabu com rabugenta. Para mim, dois atributos de nossa CLT. Talvez a Gripe A nos dê o impulso necessário a modificá-la nesse tópico. Alguém no Congresso de habilita?

Anúncios

7 Respostas

  1. Concordo que em algumas profissões podemos exercer nosso trabalho em nossa própria casa, afinal, estamos na era da internet que facilita e muito a comunicação e aproxima as pessoas mesmo que distantes geograficamente. Apesar que penso que algumas pessoas, de repente, podem não estar preparadas digamos "psicologicamente" para isso. Como assim " preparados psicologicamente": Quero dizer que algumas pessoas tem a pré-disposição a perder o foco no trabalho estando em um ambiente mais descontraido, como nossa casa por exemplo. Porém isso cabe a cada um avaliar. Mas que não precisamos nos locomover até o escritório todos os dias para realizar nosso trabalho: Ah, isso não precisamos mesmo !!!aliás: o tempo de locomoção até o trabalho poderia até ser utilizado com outra atividade não é?!

  2. Concordo que em algumas profissões podemos exercer nosso trabalho em nossa própria casa, afinal, estamos na era da internet que facilita e muito a comunicação e aproxima as pessoas mesmo que distantes geograficamente. Apesar que penso que algumas pessoas, de repente, podem não estar preparadas digamos "psicologicamente" para isso. Como assim " preparados psicologicamente": Quero dizer que algumas pessoas tem a pré-disposição a perder o foco no trabalho estando em um ambiente mais descontraido, como nossa casa por exemplo. Porém isso cabe a cada um avaliar. Mas que não precisamos nos locomover até o escritório todos os dias para realizar nosso trabalho: Ah, isso não precisamos mesmo !!!aliás: o tempo de locomoção até o trabalho poderia até ser utilizado com outra atividade não é?!

  3. Essa turma toda de call center poderia produzir em casa

  4. Essa turma toda de call center poderia produzir em casa

  5. Higor, é isso mesmo!Nós tentamos na SIGMA há 12 anos atrás com nossos melhores colaboradores e a interpretação foi de que queríamos nos livrar deles/delas, quando não era nada disso.Mas se você ganha o tempo de deslocamento, isso acumulado nos anos dá uma montanha de tempo para estudo, lazer, convivência.Mas o encontro físico, olho no olho, precisa seguir ocorrendo, tipo uma vez por semana.

  6. Higor, é isso mesmo!Nós tentamos na SIGMA há 12 anos atrás com nossos melhores colaboradores e a interpretação foi de que queríamos nos livrar deles/delas, quando não era nada disso.Mas se você ganha o tempo de deslocamento, isso acumulado nos anos dá uma montanha de tempo para estudo, lazer, convivência.Mas o encontro físico, olho no olho, precisa seguir ocorrendo, tipo uma vez por semana.

  7. […] agosto de 2009 fiz escrevi sobre o absurdo da nossa legislação trabalhista, que dificulta o home-o…. Na ocasião, o trânsito nas cidades grandes chegou a ser reduzido em até 30% por conta do temor […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: