GPS no Carro: Chegou a hora?

Com preços atraentes, sejam comprados no mercado local, sejam importados, os dispositivos localizadores GPS, com múltiplas funções e mapas das maiorias das cidades brasileiras já surge na lista de desejos de muitos motoristas. Se você está pensando em comprar um, veja as alternativas antes de sacar seu cartão de crédito.

Antes de mais nada, alguns cuidados com a legislação e com os guardas de trânsito. No Brasil, a lei e as resoluções do CONTRAN – Conselho Nacional de Trânsito – criam algumas restrições quannto ao tipo de aparelho e sua localização no painel do carro. A interpretação ao pé da letra das regras até impediria o uso desses aparelhos, mas você deve levar em conta, no mínimo, uma funcionalidade indispensável: o “modo de segurança”, que permite que, enquanto o veículo está em movimento, a rota seja “falada” pelo aparelho e tela não mostra o mapa e exibe apenas setas de direção do caminho a seguir a seguir.

O ideal é montar o aparelho no console central, sem atrapalhar a visão para o tráfego nem obrigar ao desvio do olho para baixo ou para o lado de modo a distrair o motorista, isso muito mais por conta da segurança sua e dos seus companheiros de congestionamento.

Entendido isso, verifique antes de fechar negócio e instalar se esse equipamento não vai invalidar a garantia que seu carro possa ter, pois muitas vezes a montadora impõe restrições a acessórios que impliquem em alterações ou adições da fiação elétrica.

Verifique também se os mapas têm atualização adequada, em especial com relação a mão das vias, acessos a rodovias e outras funções muito procuradas, como a localização dos radares, popularmente conhecidos como “pardais”. Se você é daqueles que fica dentro dos limites de velocidade apenas na proximidad dos pardais, lembre-se de que não é possível acionar o fabricante do GPS por uma informação errada, pois, afinal, você estando em excesso de velocidade, pouco importa se existe pardal ou não.

Algumas seguradoras oferecem um subsídio na compra desses dispositivos, especialmente se ele tiver a funcionalidade de localização remota, através de uma central de segurança, que pode avisar a polícia em caso de furto, roubo ou sequestro.

Os portais das principais publicações especializadas em automóveis mantêm dados atualizados sobre lançamentos e funcionalidades comparativas. Isso ajuda, mas não chega para decidir, em especial se você mora fora da cidade de São Paulo, base de 95v em cada 100 testes para conferir as rotas.

Enfim, o GPS é mais um companheiro para ajudar você a se localizar e tornar sua rotina de motorista um pouco mais segura. Falando em segurança, uma dica final: evite os aparelhos importados diretamente, seja trazido por você ou através de seu amigo paraguaio. Embora mais baratos, você não vai ter garantia local e nem sempre vai ter atualização dos mapas. Afinal, você não está comprando um aparelho GPS, e sim o serviço que vem junto com ele.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: