As informações postadas por jovens em sites de relacionamento

A matéria do jornalista Eric Nagourey, publicada no The New York Times, e resumida no site do José Wille, mostra as consequências por vezes danosas da exibição de informações pessoais, por jovens (e outros nem tanto) em sites de relacionamento.

O que muitos internautas não se dão conta é que essas informações podem ser usadas pelos departamantos de RH das empresas, por “Head-Hunters”, mas também por agentes mal intencionados, que o estudo que deu origem à matéria se refere como “predadores online“.

Enganam-se os que imaginam poder desfrutar de um anonimato na web, ainda mais em tempo de Google, que tudo sabe e tudo guarda. Assim, informações que possam ser julgadas como danosas à imagem de uma pessoa, mesmo que removidas, podem ser recuperadas numa simples busca no Google, ou outro serviço de busca disponível. Essas empresas guardam em seus servidores o ‘retrato’ das páginas na internet feitos de tempos em tempos (chamado “cache”).

Além do mais, os predadores online estão cada vez mais ativos, buscando informações que lhes permitam algum tipo de ação maliciosa que pode ir da chantagem pura e simples à replicação desses dados -às vezes com distorções- a terceiros, com incalculáveis prejuízos a quem os divulgou em primeiro lugar.

Minha recomendação é simples: os dados que você divulga, nos sites de relacionamento, a seu respeito, de sua família, das pessoas com quem você tem relacionamento mais próximo só devem ser aqueles que você divulgaria em uma conversa normal, em ambiente público, e que você efetivamente queira divulgar. E que não seja ao sabor de uma emoção de momento, do qual você pode se arrepender.

E nem sempre evitar a divulgação de suas infoemações pessoais pode ser a melhor solução. Se você ficar “calado” no mundo digital, pode ser que alguém fale por você aquilo que você não quer ver divulgado.

Então, tenha certeza sobre as informações a seu respeito que você posta nas comunidades de relacionamentos, nos blogs, na internet, de uma maneira geral. Antes de publicá-las, ou atualizá-las, pense como terceiros reagiriam, como alguém mal intencionado, ou um caçador de talentos, ou mesmo uma pessoa próxima de você que, mais tarde, pode não estar.

Na dúvida, seja conservador(a). Seu futuro agradece.

4 Respostas

  1. Parabéns pelo texto.Seu blog é muito bom!

  2. Parabéns pelo texto.Seu blog é muito bom!

  3. É bom não esquecer os programas-robô que estão à disposição desses hackers que buscam e armazenam de forma automática as informações sobre nós.

  4. É bom não esquecer os programas-robô que estão à disposição desses hackers que buscam e armazenam de forma automática as informações sobre nós.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: