Windows Vista: Chegou a hora de ter um?

Se você é um usuário pessoa física, e está em dúvidas sobre o momento correto de trocar seu computador de mesa ou portátil, que vem sendo tentado por ofertas irresistíveis de máquinas novas, mais poderosas, com novas funcionalidades, é para você que vai essa postagem.

Depois de uma razoável experiência pessoal com o Windows Vista, dá para afirmar que o dito ainda não está totalmente pronto para o usuário doméstico comum. Ele é surpreendentemente instável, muitos programas e acessórios de hardware não funcionam, e requer uma configuração parruda para funcionar.

As versões de entrada Home Basic e Stater Edition são limitadas e não trazem as principais funcionalidades que o Vista se espera de um sistema operacional que pretende atender a um mercado cada vez mais exigente e sofisticado. O Home Basic é um Xp Home Edition com roupa nova, pouco mais do que isso. E o Vista Starter Edition tem limitações sérias de número de sessões que podem ser abertas simultaneamente, é como se você comprasse o ingresso para ver umfilme e só te passassem o trailer.

A Microsoft recém lançou uma atualização de porte para o Xp, o Service Pack 3 (SP-3) que corrige uma série de vulnerabilidades antigas e dá mais robustez e estabilidade a um produto já consagrado. E tudo que você tem instalado em sua máquina vai continuar funcionando.

O estranho é que muitos periféricos de lançamento recente, inclusive webcams, não funcionam com o Windows Vista, seja porque os fabricantes ainda não atualizaram os ‘drivers’, aqueles programinhas necessários para que o equipamento funcione. Pode até ser que esses ‘drivers’ nem venham a ser atualizados e aí sua impressora, seu scanner, sua webcam vão ficar mudos para sempre.

De outro lado, veremos cada vez mais fabricantes de computador forçados ou motivados a oferecer o Vista, pois o Xp estará em fase de congelamento de novas versões.

O quê fazer, se o leitor e ouvinte é um usuário sem grandes conhecimentos técnicos – especialmente de ‘macetes’ do Windows – ou não tem tempo para perder?

Algumas dicas:

– Se puder adiar sua compra, faça-o. Dentro de 3 a 6 meses, esses problemas deverão estar na maioria solucionados, embora novos devam aparecer
– Dependendo de seu uso, considere um computador com Linux, mais leve e mais barato
– Evite a compra de máquinas com Vista Home Basic e Starter Edition
– Informe-se se seus programas de uso cotidiano, que são importantes para você, vão funcionar no novo sistema operacional
– Verifique se hardwares que você pretende preservar, como impressoras, webcams, câmeras digitais, scanners e outros têm suporte para sua nova máquina, e vão funcionar adequadamente.
– Jamais faça o ‘upgrade’ do Xp para o Vista em seu computador atual, qualquer que seja a marca, modelo e configuração
– Considere no seu plano de investimento no novo computador o custo total, que pode implicar na troca de uma boa parte dos programas e periféricos de hardware, além de um eventual treinamento em sala de aula ou por um “personal computer trainer”

Mas, se você precisa trocar, ou comprar mais um computador, e o Windows é sua decisão, então vá de Vista, mas nas versões mais avançadas, o Home Premium, o Professional ou o Ultimate. E ponha um bom processador, um mínimo de 2Gb de memória, bastante capacidade de disco e aproveite a nova interface da Microsoft, que é realmente muito interessante.

O Vista, como qualquer outro sistema operacional, nasce com muitos bugs e muitas incompatibilidades. Mas, dado o porte da Microsoft, a rápida adoção do Vista, e a própria dinâmica de mercado, que faz com que a maioria das máquinas com plataforma Microsoft já rodem Vista, provavelmente em 2008, é uma aposta segura que ele estará tão ou mais estável do que o Xp é hoje.

Mas, já que é para mudar, porque não considerar também um Mac? Pode ser que seja a hora de uma mudança radical… As máquinas da Apple continuam caras, mas a diferença já é bem menor em relação às máquinas com Windows, o sistema operacional OSX é muito bom, o processador agora é Intel, e, em muitos modelos, você pode também ter o Vista instalado, e rodar em dois ambientes distintos. E tem aquele design imbatível, cada um mais lindo do que o outro.

Eu não mudei, quando da minha recente aquisição de um desktop. Mas confesso que essa minha decisão não me deixou totalmente realizado… O lado bom é que estamos em uma era onde as opções são muitas.

Finalmente, mais um ingrediente para aumentar a confusão: salvo algum cataclisma na economia, os preços de computadores devem cair ainda mais, e não só por causa do dolar razoavelmente sob controle. É que os preços de monitores de cristal líquido (LCD) e memórias flash deram mais uma despencada no exterior, e os efeitos logo serão sentidos por aqui.

Boa escolha!

Anúncios

6 Respostas

  1. Instalei o Windows Vista Ultimate ainda em 2006 na sua primeira versão final para empresas. Realmente o sistema tem problemas de compatibilidade com vários periféricos, mas só no caso dos muito antigos, minha impressora por exemplo, no xp tinha que instalar o driver do fabricante, não precisei no Vista que já a reconheceu. A exigência do Sistema realmente atrapalha um pouco, todas as “inovações” do Vista já foram implantadas pela Apple e Linux há alguns anos, como as janelas transparentes, barra lateral, etc. E no caso do Linux, são recursos implantados há mais tempo e consumindo muito menos recursos. O Controle de Conta de Usuário do Vista é irritante e pouco eficaz para segurança. Depois dessa experiência, reinstalei meu XP e não pretendo usar o Vista tão cedo. Também acho que ainda devemos aguardar.

  2. Instalei o Windows Vista Ultimate ainda em 2006 na sua primeira versão final para empresas. Realmente o sistema tem problemas de compatibilidade com vários periféricos, mas só no caso dos muito antigos, minha impressora por exemplo, no xp tinha que instalar o driver do fabricante, não precisei no Vista que já a reconheceu. A exigência do Sistema realmente atrapalha um pouco, todas as “inovações” do Vista já foram implantadas pela Apple e Linux há alguns anos, como as janelas transparentes, barra lateral, etc. E no caso do Linux, são recursos implantados há mais tempo e consumindo muito menos recursos. O Controle de Conta de Usuário do Vista é irritante e pouco eficaz para segurança. Depois dessa experiência, reinstalei meu XP e não pretendo usar o Vista tão cedo. Também acho que ainda devemos aguardar.

  3. Agora o Windows Vista ja é passado. Em 2009 sairá o Windows Seven 7 que é o sucessor do Windows Vista. Tendo todas as funcionalidades e efeitos gráficos do Windows Vista Ultimate e toda a compatibilidade com programas e a melhor plataforma para games como no Windows Xp. por enquanto na Internet já esta disponível para download apenas a versão beta do sistema operacional. Eu testei e aprovo, VALE A PENA ESPERAR.

  4. Agora o Windows Vista ja é passado. Em 2009 sairá o Windows Seven 7 que é o sucessor do Windows Vista. Tendo todas as funcionalidades e efeitos gráficos do Windows Vista Ultimate e toda a compatibilidade com programas e a melhor plataforma para games como no Windows Xp. por enquanto na Internet já esta disponível para download apenas a versão beta do sistema operacional. Eu testei e aprovo, VALE A PENA ESPERAR.

  5. Seria bom que uma versão mais funcional do Windows estivesse no mercado. Mas o Windows 7 não chegará antes de 2010, se tudo der certo.E a versão final será pesada, mas esperamos que não tão ruim quanto o Vista, o pior da série, com certeza.Mas, como veterano da área, e já tendo passado por muitos outros sistemas operacionais e evoluções tecnológicas, acho que o Windows (e não só o Vista) é definitivamente refém de seu próprio sucesso e da necessidade de guardar compatibilidade com versões anteriores e com os milhões de aplicativos que rodam sobre ele.Não é fácil! Assim como hoje ainda existem programas escritos em Cobol, ou em Natural, e eles vão estar aí pelas próximas décadas, a convivência do Windows com seu legado vai ser eterna, o quem de um lado, impede seu progresso, mas, de outro lado, assegura sua exsitência até o próximo século, no mínimo…Não é um problema trivial, tornar uma nova versão do Windows mais rápida, mais segura, mais ‘user-friendly’ e, ao mesmo tempo, fazê-la suportar o legado de aplicações e versões anteriores.Quem descobrir o caminho vai ficar rico. Pena que ele não exista.

  6. Seria bom que uma versão mais funcional do Windows estivesse no mercado. Mas o Windows 7 não chegará antes de 2010, se tudo der certo.E a versão final será pesada, mas esperamos que não tão ruim quanto o Vista, o pior da série, com certeza.Mas, como veterano da área, e já tendo passado por muitos outros sistemas operacionais e evoluções tecnológicas, acho que o Windows (e não só o Vista) é definitivamente refém de seu próprio sucesso e da necessidade de guardar compatibilidade com versões anteriores e com os milhões de aplicativos que rodam sobre ele.Não é fácil! Assim como hoje ainda existem programas escritos em Cobol, ou em Natural, e eles vão estar aí pelas próximas décadas, a convivência do Windows com seu legado vai ser eterna, o quem de um lado, impede seu progresso, mas, de outro lado, assegura sua exsitência até o próximo século, no mínimo…Não é um problema trivial, tornar uma nova versão do Windows mais rápida, mais segura, mais ‘user-friendly’ e, ao mesmo tempo, fazê-la suportar o legado de aplicações e versões anteriores.Quem descobrir o caminho vai ficar rico. Pena que ele não exista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: