Google: uma história bem escrita e mal traduzida

Há algumas semanas, comprei numa livraria do aeroporto de Brasília um livro tentador: “Google, a história do negócio de mídia e tecnologia de maior sucesso de nossos tempos”, escrito pelos jornalistas americanos David Vise e Mark Malseed, aqui no Brasil publicado pela Editora Rocco, com tradução de Gabriela Fróes.

O enredo é fascinante, pois conta a trajetória de Larry Page, o americano, e Sergey Brin, o russo, que se encontraram no doutorado em Stanford e tiveram a idéia de fazer o Google.

É um importante registro da grande transformação de referências na tecnologia da virada do século, pois o Google acaba de completar 9 anos de vida empresarial e já é uma das empresas com maior valor de mercado em bolsa, maior lucratividade, maior capacidade de inovação e, sem dúvida, a empresa que está transformando a própria internet, como a utilizamos e como a valoramos.

É uma importante lição de empreendedorismo e de visão de oportunidade, contrariando as regras vigentes até então, seja no Vale do Silício, seja em Wall Street.

Um problema com essa edição brasileira é que ela chega com 2 anos de atraso, falando do Google e seus principais atores sem contar a parte pós lançamento em bolsa de valores. Mesmo assim, o conteúdo é interessante.

Já a tradução… é lamentável, parece ter sido feita automaticamente pelo algoritmo de tradução do Google, do Yahoo ou do AltaVista, que produzem apenas pálidas idéias do texto original e às vezes divertidas ou constrangedoras gafes.

Não é fácil traduzir um livro como esse, escrito em inglês bem coloquial, com jargões técnicos e financeiros, e condições culturais tipicamente americanos. Mas já vi muita coisa semelhante ser feita com competência de razoável para ótima.

Essa aqui em pauta, nem merece a qualificação de péssima. Às vezes não dá para entender o que a tradutora enjambrou, outrsa ficam claras as traduções literais, que remetem, a quem conhece inglês, ao texto original, mas que no português fica sem sentido.

Lembra, para efeito de comparação, a série dublada dos tiras americanos no “Casseta & Planeta”, a impagável dupla Fucker & Sucker, com suas trapalhadas e tudo.

Pena que não seja a idéia original dos autores nem a proposta do Google. Seus leitores perdem muito tempo inútil, sem contar com aqueles que gastaram seus 50 reais para comprá-lo.

O melhor que a Rocco faria seria fazer um recall dessa tradução, reembolsar os compradores e pedir desculpas em público. Esse livro, na sua versão em português, tampouco faz juz à tradição da Rocco.

Lamentável.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: